Get Adobe Flash player

Novidades RHDP

Lder - O Comandante do Veleiro chamado Equipe

30/06/2009

A história da humanidade registra a passagem de vários líderes que mobilizaram milhares de pessoas e que apesar da sua passagem, ainda hoje permanecem vivos graças aos seus ideais e à forma como desempenharam seus papéis. Personalidades como Jesus Cristo, Mahatma Gandhi, Martin Luther King, Indira Gandhi, Madre Teresa de Calcutá são apenas alguns dos exemplos que podem ser citados. Enquanto esses personagens ganharam reconhecimento mundial, existem líderes que permancecem no anonimato e exercem relevante atuação na vida de muitas pessoas.

Esses são os líderes que se encontram dentro das organizações e que diariamente lidam com suas equipes, formadas por pessoas que possuem sonhos, necessidades e personalidade completamente diferentes. E cabe à liderança fazer com que essas pessoas percorram um caminho que as levem à obtenção de resultados que empresa espera. Contudo, ser líder não é sinônimo de delegar ordem, mas sim de compartilhar uma vivência corporativa harmônica, onde cada indivíduo exerce sua atividade e que quando os esforços individuais somam-se, o resultado será o alcance das metas e a superação dos limites. Mas, como fazer com que uma equipe tenha uma alta performance? Para cada caso, existe uma resposta. Complexo? Claro que sim, mas não impossível de ser alcançado, muitas empresas destacam-se no mercado graças aos seus funcionários.

Para falar sobre o assunto, o RH.com.br entrevistou Márcio Camargo, pedagogo que possui em seu currículo uma vivência de dez anos na área de RH. Na área docente, atuou em cursos de graduação e pós-graduação (MBA Executivo), lecionando nas disciplinas de administração de recursos humanos, liderança, empreendedorismo e gestão de carreira. Atualmente, é diretor da Escola de Negócios da Universidade Positivo (Curitiba-PR) e é autor do livro "A arca de Noé - Repensando a liderança" - lançado pela Editora Lettera.

"Líderes podem e devem utilizar sua memória de elefante para guardar, sim, as realizações da sua equipe, o desenvolvimento das pessoas e as coisas boas que foram feitas como uma lembrança que incentiva a busca de novas realizações e novos sucessos", sintetiza. Na entrevista, de forma bem objetiva Camargo enfatiza o que as organizações e as equipes esperam dos seus gestores, e quais os principais desafios que os líderes encontram diariamente no meio organizacional. Boa leitura!

RH.COM.BR - Como qualquer outro profissional, o líder também precisa alcançar realizações e se sentir motivado. Quem motiva o líder?
Márcio Camargo - Não acredito que a motivação esteja somente ligada a fatores externos, ou seja, ninguém motiva ninguém, as pessoas podem, no máximo, criar condições para o clima motivador, mas a motivação é algo intrínseco. O líder, como qualquer outro profissional, sem dúvida alguma, deve motivar-se através de seus sonhos e projetos de vida.

RH - Por trás de uma equipe motivada, existe um líder motivado e motivador?
Márcio Camargo - Como trabalhar se o líder está desmotivado e não consegue apresentar à equipe perspectivas de vida e carreira? O líder deve ser um maestro que rege e dá o tom para sua equipe, que mostra os caminhos, que aponta a direção e que consegue, através de suas atitudes pessoais, mostrar a importância da realização pessoal e profissional.

RH - Para que o líder sinta-se motivado, ele precisa abandonar obrigatoriamente "regras" antigas como aquela resumida apenas a delegar ordens aos subordinados?
Márcio Camargo - Conforme digo no meu livro que trata do tema, não há uma fórmula secreta para o exercício da liderança. Entendo que a grande motivação do líder está em conseguir trabalhar de forma harmônica, considerando e respeitando as diferenças e as competências de cada componente de sua equipe. O líder efetivo em uma equipe é aquele que consegue dosar suas ações de direção, apoio e comunicação. Ter uma atitude autocrática em todo o tempo é altamente desmotivador, pois assim não se leva em consideração as competências das pessoas que fazem parte da equipe. Porém, ser totalmente democrático pode levar a equipe a não alcançar os objetivos necessários.

RH - Os conceitos entre líder e chefia confundem-se?
Márcio Camargo - Muitos escritores e pensadores dizem que "chefe" é aquele que manda, que autocraticamente determina todas as funções e as tarefas. Está relacionado diretamente ao seu cargo na empresa. O líder, nessa ótica, é aquele que consegue conduzir uma equipe a buscar o alcance dos objetivos definidos e, muitas vezes, essa ação pode não estar ligada diretamente ao seu cargo na empresa, ou seja, esse líder pode inclusive nem ser superior hierárquico em uma equipe, mas consegue influenciar pessoas.

RH - Muitas vezes, encontramos profissionais que apresentam uma ótima performance em suas atividades. No entanto, quando são promovidos para um cargo de liderança, não conseguem atender às expectativas da empresa. Isso significa que nem todo bom profissional tem aptidão para exercer cargos de liderança?
Márcio Camargo - A discussão sobre ser possível aprender a ser líder é muito antiga. Entendo que o mais importante é que as empresas preocupem-se em instrumentalizar seus futuros líderes, para que quando vierem a ocupar esses espaços na estrutura da organização, como superiores hierárquicos, saibam trabalhar de forma a obter o máximo de rendimento de sua equipe, com respeito às diferenças, com habilidades de comunicação bem desenvolvidas, com forte ação de apoio, entre outras competências.

RH - Que características revelam a vocação para a liderança?
Márcio Camargo - É fundamental destacarmos que algumas das características mais importantes dos líderes estão relacionadas a ter sonhos e projetos, possuir boa comunicação e, principalmente, respeitar as pessoas que fazem parte da sua equipe e suas respectivas individualidades.

RH - O profissional pode aprender a ser líder ou ele apenas aprimora algo que é nato?
Márcio Camargo - Entendo que a história nos apresenta alguns líderes natos, mas sem dúvida alguma podemos aprender a ser líderes e bons líderes. Tudo é uma questão de planejamento de vida e carreira, que cada um tem que colocar em prática.

RH - Suponhamos que um líder queira aprimorar-se e com isso dar uma melhor base à sua equipe. Que caminhos ele deve seguir para sempre estar atualizado com as tendências do mercado?
Márcio Camargo - Antes de mais nada, todo líder deve se preocupar constantemente com seu desenvolvimento profissional, através de educação continuada. O relacionamento com outros líderes e a busca constante de feedback de seus superiores, equipe e pares são também fatores de grande importância no exercício da liderança.

RH - Já que falamos em dar respaldo às equipes, hoje o que os profissionais esperam dos seus gestores?
Márcio Camargo - Podemos observar que os profissionais esperam que as lideranças tenham respeito antes de mais nada, como também ofereça reais possibilidades de desenvolvimento profissional e pessoal. Atitudes dessa natureza sem dúvida alguma contribuem para os índices de satisfação das equipe que, por sua vê, impactam diretamente no clima organizacional.

RH - Qual o principal desafio que os líderes enfrentam na atualidade?
Márcio Camargo - Pessoalmente, gostaria de destacar que o grande desafio de todo líder é como obter o máximo de performance de sua equipe, respeitando as diferenças individuais e oferecendo condições de crescimento e desenvolvimento de cada profissional que ele convive diariamente.

RH - Que recado o Sr. deixaria para quem exerce cargo de liderança?
Márcio Camargo - Para quem possui a responsabilidade de exercer a função de liderança, lembro de um conceito muito difundido é que ser líder é influenciar pessoas, e isso gera uma grande responsabilidade. Que possamos a cada dia buscar o atendimento a esse preceito de forma ética e responsável.